Um bate-papo sobre o "Zé Ninguém"

Incrível como a vida nos serve de momentos inesquecíveis!

Há poucas semanas recebi uma mensagem da Neila, a qual não conhecia até então, me perguntando se eu seria o autor do livro "Diário de um Zé Ninguém". "Como é?", pensei. Mas sim, era uma pessoa fora do meu círculo que conhecia um dos meus livros e, não apenas isso, faz parte de um grupo de leituras que leria meu livro. Foi uma sensação muito nova, muito gratificante e entusiasmante! 

Na última quinta-feira, tive a excelente oportunidade de participar de um bate-papo com essas pessoas incríveis sobre meu livro: sensacional! Uma experiência sem igual em que puder ter perceber a extensão do meu trabalho na vida das pessoas, que, para mim, é a coisa mais importante.

Há tempos não escrevo, mas também há tempos (menores que o primeiro), urge a necessidade e este momento vem como um baita empurrão!
Deixo meus agradecimentos sinceros e profundos à Neila, Cristiane, Ane Elyse, Letícia e ap Roque: obrigado pessoal!

Comentários

  1. Ah! Deve ser muito gratificante criar uma obra e saber que fez diferença no exercício de empatia. Agradeço muitíssimo pela experiência.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Puxe uma cadeira e fique à vontade... A casa é nossa!

Postagens mais visitadas