terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Campanha Nanodicionário

Olás!!

Está no ar a campanha de financiamento coletivo do meu livro "Nanodicionário de Substantivos Abstratos que Regem os Relacionamentos".

Um financiamento coletivo (crowdfunding) consiste basicamente na arrecadação financeira para patrocinar os custos de produção de um produto, bem ou serviço que possa interessar os apoiadores (aqueles que que financiam). Os apoiadores participam adquirindo os pacotes que lhe interessam, os quais possuem recompensas adicionais ao produto, bem ou serviço financiado. Cada campanha possui uma meta financeira que, se atingida, a produção do item em questão é realizada e este é entregue aos apoiadores; caso contrário, o dinheiro é devolvido aos respectivos apoiadores e todos ficam bem.

Estou contando com o apoio da Bookstart que possui uma plataforma ampla e consistente, totalmente direcionada para o financiamento e produção de livros. Assim, estamos lançando o campanha Nanodicionário para publicação deste meu livro, por isso, peço o seu apoio e confiança para realizar este sonho!

Então, cliquem no link abaixo e conheçam todos os detalhes desta campanha (e não esqueça de contar para tudo mundo!):

Os links abaixo possuem informações mais detalhadas e interessantes sobre o funcionamento e como apoiar a campanha:

Qualquer dúvida, por favor, entre em contato! Conto muito com seu apoio!

Abraços e obrigado,

Rafael

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Feliz Ano Mesmo, Mesmo?

Falta a água em São Paulo,
A culpa é de São Pedro, diz o governador.
Cai muita água em São Paulo,
Culpa de São Pedro, diz o homem da luz.

Usa-se água em São Paulo,
Queimem os pecadores, diz o chefe.
Sobram multas em São Paulo,
Proíbam umas, continuem com outras, mas não deem na cara, diz o homem de preto.

Morre-se muito em São Paulo,
Baixem a velocidade, confundam com o trânsito e n-pliquem os radares, a qualquer custo,, diz o prefeito.
Sobram multas em São Paulo,
Proíbam umas, continuem com outras, mas não deem na cara, diz o homem de preto.

Falta energia lá em casa,
Chuvas de verão atípicas (no verão), diz o homem da luz [segura mais essa São Pedro].
Falta energia lá na usina,
Queimem os pecadores, diz o chefe do homem da luz.

Falta dinheiro nos bolsos do povo,
Primeiro o dever, depois o lazer, diz o fazendeiro mor.
Falta dinheiro nos caixas públicos,
Não fui eu, quando eu vi já estava assim; foi o povo, queimem os miseráveis, nossos governantes.

Falta dinheiro nos bolsos homens da lei,
Aumentem nossos salários, mudem as leis, satisfaçam-nos, dizem eles mesmos [não era difícil mudar as leis? Não era o que diziam ao colocarem bandidos nas ruas e inocentes atrás das grades?]

Faltam boas notícias ao povo que batalha sufocado,
Não há problema, são brasileiros e não desistem nunca, dizem nossos eleitos.
Falta vergonha na cara e chibatas a lamber os lombos nos destes políticos safados que emporcalham o meu país,
Cala essa boca! Vai sobrar ainda mais pra gente, diz São Pedro.

domingo, 21 de dezembro de 2014

Diary of a John Doe

Olá Pessoal!

Aproveitando o clima Natalino e para fechar o ano com chave de ouro, compartilho com vocês o lançamento do meu "Diário de Zé Ninguém" em inglês.

O projeto foi finalizado este mês por uma tradutora especializada e já está disponível para venda nos principais canais de venda de livros independentes como:

Agora este trabalho extrapola os limites da nossa língua e corre o "risco" de ser reconhecido por outras culturas e pessoas.

Mais do que nunca, preciso e peço a ajuda de vocês para divulgar, literalmente, para todo o mundo!

Agradeço e conto com esse apoio.

Aproveito para desejar um ótimo Natal e um excelente Ano, cheio de felicidades, realizações e paz para todos nós!

Abraços!!

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

#MM06


Era uma vez um homem que reclamava de tudo e de todos. Ele passava o tempo todo reclamando,
reclamando e reclamando...


F I M